Uma Breve Historia sobre Golarion

Golarion_Map%20esse

Prefácio

Se você, aventureiro, está lendo isso, significa que você é um dos poucos que estão realmente interessados ​​no conhecimento de onde viemos e sua influência sobre onde estamos indo. Apesar disso, não importa que seja realmente capaz de ler faz com que você seja qualificado de forma única para ser um agente Pathfinder. As escrituras a seguir devem dar a você um pouco de conhecimento sobre por que o mundo é como é e para onde está indo. Embora possa não ser tão chamativo quanto uma espada ou uma bola de fogo, você ficaria surpreso com o quão longe um pouco de conhecimento pode te levar.

Idade da Criação - DESCONHECIDO

A criação de Golarion é um assunto muito debatido entre eruditos e sacerdotes, com tantas teorias tentando registrar um evento tão antigo. A maioria dessas teorias concorda que, por incontáveis eras, a vida mortal não existia no mundo de Golarion. Mas mesmo esse mundo primitivo estava longe de ser abandonado. Dizem que os aboleths, vastas criaturas marinhas alienígenas de intelecto inigualável regeram os oceanos, enquanto a terra era o domínio de raças ainda mais misteriosas, como os desconhecidos Vault Builders. E então finalmente, a vida mortal apareceu – ainda que como uma experiência dos aboleths ou criação divina, a verdade não é clara. Certamente, os próprios deuses tinham um papel muito mais direto no mundo nestes primeiros dias, pois foi durante a Era da Criação que a divindade Rovagug foi confrontada e derrotada por uma aliança de deuses e deusas, principalmente através dos atos de Sarenrae ( que abriu o mundo e selou Rovagug no centro do mundo) e Asmodeus (que forneceu uma fechadura e chave capaz de aprisionar um deus).

Idade das Serpentes - DESCONHECIDO

Entre os primeiros grandes impérios de Golarion estava o das serpentes. Quando o grande império humano de Azlant subiu ao poder, as serpentes já eram um dos maiores inimigos da humanidade.

Idade da lenda - DESCONHECIDO

A primeira e sem dúvida a maior das civilizações da humanidade foi o império continental do Azlant, um reino de magia e tecnologia poderosa cujos segredos ainda são valorizados hoje em dia. O império de Tassilon surgiu perto do final da Era da Lenda, fundada por exilados de Azlant e governada por magos conhecidos como Runelords. Quando o povo de Azlant ficou muito orgulhoso de seus feitos, seus antigos inimigos abolidos decidiram acabar com as coisas em seus próprios termos, destruindo Azlant usando magias poderosas para provocar a então chamada “Queda da terra”.

Era das Trevas -5293 AR

Queda da Terra. A pedra da estrela cai em Golarion, criando o Mar interior e dando início a mil anos de escuridão. Azlant e Thassilon são destruídos. Os elfos partem de Golarion através da Pedra Sovyrian ou recuam para o extremo norte, as selvas do sul ou as Terras Negras . Os anões cumprem a Busca pelo Céu, emergindo pela primeira vez na superfície de Golarion. Infelizmente, os anões também levaram seus antigos inimigos, os Orcs, à superfície à sua frente.

Era da Angústia -4294 AR

A escuridão de mil anos se eleva. A humanidade começa a reconstruir. Os gnomos aparecem pela primeira vez em Golarion, fugindo de um terror desconhecido do Primeiro Mundo, em vários locais de Golarion onde as fronteiras entre o mundo material e o Primeiro Mundo das fadas são escassas.

Idade do Destino -3470 AR

O grande império humano de Osirion sobe ao seu auge, liderado por faraós considerados Deuses-reis.

Idade de entronização - 1 AR

Aroden, o último Azlanti conhecido, eleva A pedra da estrela das profundezas do Mar Interior e se torna um deus vivo. Absalom é fundado. A maioria das nações modernas remanescentes do Mar Interior é fundada. Os elfos retornam em massa pela Pedra Sovyrian. Cayden Cailean bêbado sobrevive ao Teste da Pedra da Estrela e ascende à divindade, agora conhecido como "O Deus Acidental". Iomedae é o último ser humano conhecido a passar no Teste da Pedra da Estrela, alcançando a divindade e tornando-se o Arauto de Aroden. E o mais importante, a Pathfinder Society nasceu.

Idade das Profecias Perdidas - 4606 AR

Aroden morre na véspera de seu suposto retorno falhando em cumprir uma grande profecia. O Olho de Abendego se forma na costa noroeste de Garund, afogando as nações de Lirgen e Yamas. O Ferida do mundo se abre no norte, consumindo o reino bárbaro de Sarkois. Tempestades assolam o Mar Interior por semanas. O império de Cheliax, um estado religioso fundado na adoração de Aroden, cai em sangrenta guerra civil depois que seus clérigos se ligam a sua divindade. Buscando desesperadamente o mandato divino que uma vez detiveram, o país se volta para o diabolismo.

Era das profecias perdidas – 4700 (Atualmente)

age
Tragédia, tristeza e perda definem a história de Golarion. Cataclismos infrequentes desfazem os avanços culturais e tecnológicos, forçando periodicamente a sociedade humana a um estado de relativo barbarismo e fluxo. A queda de terra , a catástrofe que provocou o fim do poderoso império Azlant - a mais avançada sociedade humana que habitou em Golarion - marca a maior restauração da humanidade e o início da Era das Trevas. Mil anos de escuridão, medo e selvageria seguiram a Terra, durante a qual os sucessos mágicos, tecnológicos e culturais de Azlant e Thassilon foram perdidos. Muito lentamente, porém, a humanidade se afastou da barbárie, à medida que os grandes impérios de Osirion e Taldor surgiam das cinzas da Era do Destino. A civilização humana mais uma vez se espalhou por Avistan e Garund.
Cem anos atrás, a humanidade estava à beira de uma nova era. As profecias falavam do retorno do grande deus Aroden e, com ele, um novo renascimento para o seu povo escolhido no moderno império de Cheliax. Em vez disso, a conexão de Aroden com seus clérigos ficou em silêncio, e Golarion foi mergulhado em semanas de tempestades e caos em nível mundial. Com a aparente morte de Aroden, o poderoso império Cheliax desmoronou, seus territórios externos escaparam de seu alcance em uma série de revoluções e guerras civis. No norte, as paredes entre os mundos mudaram, e Golarion avançou cada vez mais perto do abismo demoníaco com a abertura da Ferida do mundo . As grandes profecias falharam e a humanidade olhou com apreensão para um mundo incerto. Assim nasceu a era atual, a Era das profecias perdidas.
5 Likes

Que história incrível! Imagina ela adaptada para D&D 5e? :good:

Mas falando sério… Por mais mesas de Pathfinder na dungeon, o universo é muito legal :plankton_yes:

2 Likes

Bastante interessante.

2 Likes

Me faz lembrar do dilúvio da Bíblia. 40 dias e 40 noites de chuva incessante é com certeza um eufemismo. Imagina a destruição e o caos causado pelo mundo todo? Não duvido nada que tenha acontecido algumas coisas parecidas… O que é mais assustador é que realmente aconteceu… Bom, pra quem acredita, né.

Sim… Mas foram milhares de anos de escuridão. Mas a partir desse desastre que nasceram deuses bondosos. Inclusive meu predileto do sistema, o “deus por acidente”. Um dos melhores dentro do cenário.