Rako, O necromante

  • Sistema
    • D&D 5e
  • Raça
    • Feral Winged Tiefling
  • Classe
    • Wizard(Necromancy)

Apresentação

Nome: Rako, O Necromante
Raça: Feral Tiefling Winged
Classe/Nível: Wizard Necromancia / 2
Alinhamento: Neutro e Caótico
Sexo: Masculino
Atributos(Point-buy):

FOR: 8
DES: 16 (14+2)
CON: 12
INT: 16 (15+1)
SAB: 14
CAR: 8

Background: Sage
Traços de Personalidade: Escutarei todos os lados de um argumento antes de julgar-lo.
Ideais: Sem limites, nada deveria limitar as possibilidades da existencia.
Defeitos: Eu vendi minha alma por conhecimento, almejo grandes feitos para te-la de volta.
Medos: A maioria das pessoas grita e corre quando ve um demonio, eu tomo notas sobre sua anatomia.
Equipamento: Inicial
Aparência:
king-tiefling

Encontrado na beira de uma estrada enquanto ainda jovem, Rako foi acolhido e criado por um grupo de viajantes. Durante sua infância o jovem Tiefling já sabia que era diferente, afinal ele não tinha nada em comum com ninguém que ele conhecia, e o sentimento de estar longe de seu lugar só aumentou quando suas asas começaram a crescer e chamar atenção indesejada por onde passavam.
A “família” passou a ser mais cautelosa e Rako começou a viver em isolamento da sociedade já que o preconceito, curiosidade e discriminação aos quais ele era submetido em cidades lhe perfuravam o âmago e quebravam sua alma. Assim, o tiefling cresceu e se desenvolveu com base em livros, observações selvagens e história que sua família lhe contava.
Incapaz de aceitar estar às margens de uma sociedade da qual ele não fazia parte e jamais seria aceito, Rako iniciou pesquisas sobre assuntos considerados como proibidos pela sociedade a fim de provar que assustador mesmo é não conhecer o mundo, assim superar e destruir as correntes do preconceito no mundo.
Em meio a seus estudos Rako encontrou um grimório de necromancia e nele percebeu que o uso de necromancia não só poderia ajudar pessoas, como servir de exemplo contra o que o jovem lutava; Se as pessoas virem mortos vivos e demônios que são bons e que os protegem, talvez a harmonia entre eles possa ser mudada. Dentro deste grimório Rako descobriu uma nota e ao lê-la sentiu sua alma queimar, aquelas eram palavras de um contrato feito pelo criador de tal grimório um Marilith, um tipo de demônio muito inteligente que usa grimórios assim para conseguir almas.
Com medo mas determinado, Rako continuou sua pesquisa e descobriu que a única forma de se livrar deste acordo e poder seguir seu plano de acabar com a discriminação de tieflings e outros seres seria se tornar mais forte e lidar o demônio que o enganou…
Assim, em seu vigésimo terceiro aniversário ele se despediu de seus queridos “familiares” e partiu em busca de seu sonho.