Príncipes do apocalipse. (Mesa com prioridade para iniciantes)

Olá caro aventureiro!
Estou através dessa mesa à procura de jogadores com pouca experiência ou nenhuma, iniciantes, aquelas pessoas que ainda não se sentem confortáveis ainda para se inscrever em alguma mesa e começar suas aventuras nesse maravilhoso mundo.

Informações da Mesa
▬ Título: Príncipes do Apocalipse
▬ Sistema: D&D 5e.
▬ Plataforma: Discord, Roll20.
▬ Requisitos: Microfone, idade: 18+
▬ Data/Horário: Quarta-feira a partir das 20 ou 21 (Horário de Brasília)
▬ Periodicidade: Quinzenal
▬ Duração: Campanha.
▬ Vagas: Inicialmente 5
▬ Descrição da Aventura:

Chamados pelo Olho Elemental Ancião, quatro profetas corrompidos surgiram das profundezas do anonimato para reivindicar armas poderosas que possuem ligação com o poder dos príncipes elementais. Cada um desses profetas reuniu um grupo de cultistas e criaturas para servi-los na construção de quatro templos elementais letais. Cabe a aventureiros das heroicas facções como o Enclave Esmeralda e a Ordem da Manopla, descobrir onde está o verdadeiro poder de cada profeta e desmantelá-los, antes que ele seja ativado para obliterar os Reinos.

Critério de Seleção: Bem simples, além de disponibilidade e vontade de jogar, por que seu personagem estava em Waterdeep? Veja que não há necessidade de Background muito elaborado, porém sintam-se a vontade para criar seu personagem com historias por todo o continente de Faerûn.
Deixe a ideia da personagem contendo Raça, Classe, e uma breve historia em resposta a esse post.
Apenas material oficial é valido

Qualquer dúvida, podem colocar nesse post ou me mande mensagem por aqui ou pelo discord.
Obrigado pela atenção e boa sorte!

Obs.: @Chronus dei uma copiada da tua mesa que tu abriu que você havia copiado do @tuchouz, não fiquem bravos comigo.

1 Like

Ainda tem vaga? Gostaria de participar

1 Like

Sim. É só deixar a ideia de personagem aí. Com Classe, Raça e uma historia breve.

Segue a ideia show:

1 Like

mano sou novo em rpg por isso a historia do meu personagem nao tem muita descriçao: raça:humana. classe:monge. nome do personagem:lee’tai. a historia do lee’tai é bem simples ele era um lutador treinava arduamente sem parar sem nenhum descanso a unica coisa que lee’tai queria era derrotar todos os mais forte entao ele parti em busca de pessoas forte pra enfrentar. Obs:se tiver que mudar alguma coisa é so me falar blz.

2 Likes

so uma pergunta eu tenho que criar os pontos dele ou nao precisa

Paladino,humano Nascido de um jovem comerciante humano e de sua esposa, Dante teve uma vida jovem bastante normal. Seu pai trabalhava como comprador e vendedor de tecidos finos e sua esposa era pintora. Eles se mudavam com frequência, com seus pais dizendo a Dante que era devido ao trabalho de seu pai.
Uma noite, quando Dante tinha seis anos, ocorreu uma tragédia. Apenas alguns meses depois de se mudar para uma nova cidade, seus pais foram mortos em um incêndio violento que destruiu sua casa. Ele se lembra de seu pai lutando com … alguma coisa, e sua mãe empurrando-o apressadamente pela janela do primeiro andar e dizendo para ele correr. Ele correu até que suas pernas estavam cansadas demais para carregá-lo e então adormeceu em um monte de palha atrás de uma taberna. Na manhã seguinte, ele voltou para a casa de sua família e descobriu que era apenas uma pilha de cinzas. Ele ouviu alguns espectadores dizerem que o fogo era muito estranho. Tinha uma estranha cor vermelho escuro, quase como sangue, e nem sequer chamuscava as estruturas dos dois lados de sua casa. Os pais de Dante se foram e ele era órfão em uma cidade sobre a qual não sabia quase nada.
Nos dez anos seguintes, Dante viveu nas ruas, fazendo o possível para sobreviver. Ele parecia ter um talento especial para persuasão, e costumava convencer um padeiro a lhe doar um pedaço de pão, ou um homem rico a jogar uma moeda para ele. Ele se envolveu com um pequeno grupo de outras crianças sem-teto, morando no sótão de uma pequena igreja. Dante assumiu o papel de protetor e muitas vezes protegeu as crianças mais jovens de danos quando a Vigília da Cidade decidiu reprimir os “indesejáveis” na cidade, ou quando outra quadrilha decidiu criar problemas. Muitas noites, seus sonhos eram preenchidos com imagens de seres em branco, atacando formas escuras, mas eram sempre rapidamente esquecidos quando ele acordava com a dura realidade de sua existência.
Um dia, houve uma grande comoção na cidade. Um senhor respeitado e seus servos estavam passando, e uma atmosfera de feira permeava a cidade. Enquanto o grupo do senhor desfilava pela rua principal, um dos jovens amigos de Dante saiu correndo para pegar uma moeda que caíra na estrada. Os soldados o agarraram e o puxaram para um beco, onde começaram a espancá-lo. Dante interveio e tentou difundir a situação. Os soldados foram liderados por um oficial cruel que se recusou a ceder. À medida que aumentavam a ferocidade do espancamento, o desejo de Dante de interromper a injustiça atingiu um pico de febre, e algo dentro dele estalou. Ele se sentiu cheio de poder. A luz derramou de seus olhos, e sem pensar, ele chamou um raio de luz que espantou os soldados. O poder saiu tão rapidamente quanto chegou. E Dante se viu cercado por novos soldados, todos com armaduras reluzentes. Um homem mais velho deu um passo à frente, observou a cena e ordenou que seus homens escoltasse Dante até a mansão em que seu senhor estava hospedado.
Esperando o pior, Dante ficou surpreso ao descobrir que ele foi tratado com muita gentileza. Ele foi alimentado, banhado e vestido, e levado a uma sala confortável. Logo ele foi visitado pelo senhor mais velho e por um padre de um templo próximo, que se apresentou como Torath Stoneblade, e o padre como Serafin .Eles perguntaram sobre seu passado, o que aconteceu com sua família e como ele estava vivendo agora. O padre gesticulando excitado enquanto Torath interpunha friamente de vez em quando.Torath disse a Dante que eles acreditavam que Dante era uma criança de uma profecia antiga. Torath disse a ele que, se Dante estivesse disposto, ele poderia vir e se tornar um aprendiz de Paladino no templo, Ele se dedicaria a vencer o mal, ajudando os mais fracos
A partir daí, a vida de Dante mudou drasticamente. Ele foi levado para o templo, la Torath o ensinou a lutar, com ele se tornando um segundo pai para Dante que também estudou com padres, tentando aprender mais sobre sua herança e como ele poderia usar seus dons para ajudar as pessoas ao seu redor. Os sentimentos de ser caçado que atormentavam sua vida na rua diminuíram, mas Dante sentiu que o que estava por trás desse sentimento não havia se retirado completamente. Ele se dedicou a ficar mais forte e tornar o mundo um lugar melhor, para que menos pessoas tivessem que sofrer o tipo de vida que ele tinha.

2 Likes

a vontade de jogar d&d n some.
Arthurius grey, Humano(v), Clérigo (arcana)
um ex-soldado q depois de uma guerra procurou a pelas divindades para se redimir.
ele acabou encontrando a ordem de Corellon, que designou uma peregrinação em busca de magia, mas não para obter poder e sim registrar possíveis artefatos esquecidos pelas eras.

1 Like

Raça: Kobold (escama vermelha)
Classe: Rogue
Subclasse: Mastermind
Background Charlatan
Toatoa como todos os chamam é um kobold que gosta de se divertir e anda por toda Faerun causando intrigas entre aventureiros e outros kobolds que encontra em seu caminho. A verdade é que Toatoa é um espião da Rede Negra, e coleta informações de vários viajantes, desde boatos a fatos, pelo que acontece em toda a Faerun. E em uma de suas viagens, ele faz amizade com um outro kobold chamado Garil, e após alguns anos de amizade e andando juntos, Garil ouve a informação que há um local de banho no mar da Costa da Espada em Waterdeep que quando um kobold toma banho lá, ele vira um dragão, e Toatoa corre imediamente para Waterdeep para ver se isso é a verdade.

3 Likes

Uma pergunta, ainda tem vaga para a mesa? Se sim, qual é o nível?

@reinodealbir Nivel 1. Desde o inicio da campanha.

Se tiver vaga disponível, me candidato, mas se tiver novato com certeza priorize ele, assim como está na chamada das vagas.

Raça: Elfo
Classe: Patrulheiro

Em Faerun, na parte mais sombria e maligna daquela região, onde tudo se dispõe de sombras e tormentos, existe um ambiente hostil que transforma qualquer estrangeiro ou desafortunado em comida ou diversão. Para Ily, a segunda opção era sinal de sua próxima morte, afinal, foi encaminhado para as arenas de combate onde deveria lutar e morrer desfiando aqueles que ali existiam, ficando ali por anos.

Como um Gladiador daquela arena, as constantes lutas são algo natural e real, as apostas sempre são injustas, nenhuma justa, tudo para agraciar o ambiente e durante uma aposta, ficou frente-a-frente com o campeão local. A aposta consistia lutar com o Campeão para sobreviver, caso vencesse - o que seria impossível, não teria chances - teria a sua liberdade. O desespero para Ily de fato era real, morreria naquele dia, mas não se sabe se foi destino ou apenas má sorte - para o campeão - um vento sorrateiro invadiu o seu rosto, tomou sua visão e isso decretou um golpe certeiro, finalizando o combate, eliminando a ameaça dando a liberdade.

O impossível aconteceu, o Campeão caiu e Ily recebeu a liberdade, seu corpo machucado foi jogado na frente de Waterdeep, essa era a sua sorte, mas e agora? O que fazer com ela?

1 Like

Raça: Meio-Elfo
Classe: Patrulheiro
Background: Forasteiro

Nascido em uma tribo de nomades, Lidian, era um bastardo. Sua Mãe era uma caçadora que se apaixonara por um Elfo. Em apenas uma noite, ela engravidou e nasceu Lidian. Um meio-elfo, apesar de ser um mestiço ele era bem aceito em sua pequena tribo. Ele passara toda a infancia e sua juventude aprendendo a rastrear, a empunhar espadas e a
manejar arcos. Eles não tinham um ponto fixo em Faerûm, migrando sempre e ficando o minimo nos locais.
Em umas de suas migrações eles encontraram uma tribo de orcs, e ouve uma batalha sangrenta, metade da sua tribo morreu. Mas vencemos os orcs espoliamos suas terras. Minha mão ficou feridam teve uma mão arrancada e nunca mais pode manejar um arco. Apesar de nunca ter visto nenhum, comecei a pesquisar sobre lobisomens, tem um grande facinio pelos lycantropos.
Assim que atingi a maior idade, decidi que iria buscar minha propria fortuna e fama. Deixei minha tribo e minha mãe e parti para Waterdeep atras de trabalhos mercenarios bem remunerados.

1 Like

Raça: Gnomo
Classe: Mago
BackGroud: Sábio

Birita Cresceu numa pequena vila de Gnomos da floresta,

dotado desde sua vinda ao mundo com poderes mágicos, Birita estudou a magia desde novo com o pequeno grande mago Gnomo Gargamél,

quando por volta de seus 30 anos, o jovem Gnomo estava tirando um cochilo nos arredores da vila, quando foi atacado de surpresa, sentiu uma dor

lancinante em sua orelha esquerda, e quando levou sua mão ao local, não encontrou a mesma, ao olhar para trás, se deparou com uma criatura encapuzada, em seu manto um dragão, em sua mão, a orelha do pequeno Gnomo, o capuz da criatura caiu e em sua face aterradora o gnomo viu um humano coberto de cicatrizes sem nariz, sem orelhas, faltando um pedaço do lábio mas em sua face havia um sorriso, e Birita o ouviu dizer

-Sim, uma orelha de Gnomo! Consegui mestra!

E ignorando sua vitima, virou-se e sumiu na escuridão

Birita após se recuperar do choque sentiu muita raiva de si mesmo, ficou parado, não reagiu em nada ao ataque daquela pessoa, a raiva cresceu e cresceu

e ele tomou uma decisão, se vingaria daquela criatura, e de quem quer que fosse seu mestre.

Voltou para a vila, onde se dedicou ao máximo ao aprimoramento de suas artes mágicas com seu mestre, até que após 10 anos de estudos, estava apto a

combater, não mais ficaria paralizado diante do inimigo.

1 Like