Eikthyrnir

Nome: Eikthyrnir. Nome é baseado em um cervo da mitologia nordica que habita sobre o céu de Vallhala

Raça: Meio-orc Beastmaster

Classe: Druida (Arquétipo Tiger Shaman)

Companheiro Animal: Tigre

Divindade: Erastil. Apesar de não ser muito cultuado por druidas, ele é o deus da Família e da agricultura coisas que Eikthyrnir acha essencial para a sobrevivência das especies

Background:

Era uma tarde chuvosa quando um casal de um vilarejo exclusivamente druida chamado Narshat, encontrou o bebê Eikthyrnir, um meio-orc abandonado na floresta provavelmente por se parecer em quase todos os aspectos com um humano comum.

Apesar de não ser muito aceito pelo líder do vilarejo devido a sua origem e sempre lutando contra o preconceito das pessoas, por 15 anos foi ensinado a combater com as principais técnicas da natureza, em seu treinamento, manipulação de fogo, água, terra e ar eram constantes e, naturalmente, o jovem era cada vez mais assíduo em aprender sobre a mãe natureza.

Com 16 anos todos os druidas passam por um teste, que determinará se será aceito na ordem, ou terá que seguir seus passos só. A grande maioria desiste apenas quando é informado de tal, o que faz que seja expulso dela, pois na sociedade druida é o maior desgosto não conseguir cumprir a demanda.

O grande dia havia chego para Eikthyrnir, ele foi levado à beira de um pântano, no qual deveria sobreviver por 7 dias sem ajuda alguma. Tinha consigo uma lança curta forjada no castelo da ordem, e um pedaço de corda, o que é entregue a todos os que se submetem ao teste.

Sobrevivendo bravamente por 6 dias, ele enfrentava seus obstáculos sem medo, sem receio, e os encarava como parte de um desafio por sua honra e glória, com os quais teria motivação para a vida. No último dia, quando o jovem druida preparava sua última refeição, avistou um urso, imensurável, que o atacou sem chance de revidar. Após ter levado um ataque em X com as garras do urso, Eikthyrnir se viu tendo que fazer uma escolha que mudaria seu rumo para sempre: matar o urso e ter que prestar contas à ordem, ou tentar fugir, o que certamente causaria sua morte certa

Quando o urso levantou-se para conseguir fôlego para seu abraço que acabaria com a trajetória do jovem, ele sem pestanejar pegou sua lança, e fincou-a no pescoço do urso, o animal deu um forte rugido, que ecoou pela vila e, quando a lâmina foi retirada, encharcou-o de um sangue escuro que fez com que seus cabelos tomassem tom negro-avermelhado, assim como seus olhos.

Ao chegar na vila, todos o olhavam com um ar de desprezo ainda maior do que já ocorria, logo ele foi conduzido até o castelo, e foi falar com Relhm, o líder da ordem. Logo, foi questionado sobre o rugido, o sangue em seu corpo e as marcas em seu peito pelo majestoso druida. Eikthyrnir contou a ele tudo o que havia acontecido durante os 7 dias, porém, para sua surpresa, Relhm disse não acreditar em sua estória, e que ele estava banido de toda a vila e que sua imagem seria retratada e mostrada a todos os druidas para que ele não voltasse a cometer tais atos contra a grande mãe e como exemplo por tentar criar um ser com uma origem tão barbárica para ser um sábio da natureza. Devido a sua origem, claro, sempre foi cabeça dura, Eikthyrnir sai furioso do castelo, jurando que seguirá seus passos por contra própria, para provar que consegue ir contra a sua natureza feral.

Personalidade: Demonstra Calma o tempo todo, a não ser que seja irritado de forma absurda ou que ele ou alguem que ele goste esteja em real perigo.

Equipamentos: Armadura feita de chifres de animais, uma lança curta e um escudo de madeira

Melhores pericias: Sobrevivencia, Conhecimento (natureza e geografia)

Aparencia: Eikthyrnir parece em geral com um humano, a unica coisa que entrega sua real raça são as presas tipicas dos meio orcs.

Aventura relacionada: Módulo de campanha KingMaker

Ficha em breve.

4 Likes