Damien Eliwood

Esse é um dos personagens que queria criar faz tempo, essa é a primeira versão dele para D&D 5ª edição, talvez eu o aprimore para ser mais interessante. Sugestões são bem vindas :grin:! Vamos ao personagem:

Apresentação

Damien Eliwood é um Tiefling Paladino, disponível nos lvls 1, 2 e 3. Mecánicamente, é um personagem voltado para o suporte em combate (Leader), por isso, no lvl 3, ele assume o “Oath of the Crown”, arquétipo disponível na expansão “Sword Coast Adventurer’s Guide”.

Descrição

História/Background:
(Acolito)
Minha mãe foi queimada acusada de bruxaria quando eu ainda era bebê, eu sou a única evidência dessa acusação, por não saberem quem seria o pai de um tiefling, assumiram que seja um demônio.
A irmã Lyndis do templo de Tempus me defendeu e me salvou da fogueira, acolhendo-me como seu estudante.
Tive poucos amigos na infancia, quem não tinha medo de mim me atormentava. Tinha baixa auto-estima por causa disso: eu me considerava um monstro já que ninguém me queria por perto, exceto por Lyndis.
Estudei a arte da Guerra e fui treinado para ser um líder em campo de batalha por minha mentora. Apesar de minhas inseguranças, Lyndis me mostrou que posso ser um comandante habilidoso se eu tiver confiança.
Após Lyndis ter me ensinado tudo que podia, sai pelo mundo procurando por minhas habilidades a serviço do bem, honrando minha mentora e o meu deus.

Traços de Personalidade

  • Damien Passou tanto tempo no templo que acabou tendo pouca prática em lidar com pessoas de fora dele.

  • Ele tenta ser bondoso não importa a variedade dos outros, pois assim ele deseja que os outros respeitem suas peculiaridades

Ideais: Ele quer se provar para o seu deus (Tempus) e para seus aliados que ele é digno da posição que se encontra, esse traço é proveniente também do seu defeito.

Defeitos: Ele é extremamente crítico das próprias habilidades e dos seus próximos, raramente ele acha que é bom o bastante para encarar os seus desafios.

Aventuras Relacionadas

Ainda não está em nenhuma mesa mas pretendo jogar com ele assim que tiver a oportunidade de participar de uma campanha

Fichas:
lvl1: Damien Eliwood lvl 1.json (66,8 KB)

lvl2: Damien Eliwood lvl 2.json (88,9 KB)

lvl3: Damien Eliwood lvl 3.json (101,2 KB)

5 Likes

Bem inusitada a ideia: um Tiefling Paladino. hehehe

O cara cresceu com todas as razões para odiar tudo e todos e querer matar todo mundo, mas no final ele vira paladino. Dá pra brincar muito com isso como mestre…

Se você quiser focar mais ainda na história:

Conta um pouco mais sobre essa parte. Por que exatamente ela foi acusada de bruxaria? Talvez isso tenha algo relacionado a você? Quem sabe ela realmente era uma bruxa e você é descendente de uma linhagem de bruxos, com poderes desconhecidos? Que no caso você descobriria durante alguma aventura?

Quem é essa Lyndis? Raça e classe, pelo menos, seriam interessantes mencionar. E por que ela quis te salvar? Puro altruísmo ou segundas intenções?

2 Likes

Vlw o comentário, deixa eu esclarecer algumas coisas:

  • A acusação da mãe dele:
    Parti do princípio dos modos de se conceber tieflings:
  1. Pelo menos um dos pais também era um tiefling

  2. Algum mau se manifestou no personagem em algum momento de sua vida (incluindo o período de gestação dele) que o transformou em tiefling.

  3. Pelo menos um dos pais era, literalmente, um diabo/demônio
    Como não se sabia do pai de Damien, os responsáveis pela morte da mãe dele, tomados pelo clássico preconceito contra os tieflings, assumiram que ou o pai era um demônio/diabo ou que ele era fruto do envolvimento da mãe com bruxaria.
    Se essas acusações por acaso estão certas, Damien não sabe e, como planejo jogar com ele um dia, não acho que eu deva saber. Acredito que isso deva ser função do mestre, me surpreender com a verdade sobre o passado do meu personagem durante nossa aventura. Talvez a mãe e seja mesmo uma bruxa que deixou poderes como herança para Damien, talvez o pai dele seja um poderoso demônio que prometeu poderes para a mãe ou talvez o pai era só um simples tiefling que amava a mãe de Damien. Se eu mestrar para um jogador que pegue esse personagem, eu penso na resposta.

  • Sobre Lyndis:
    Eu realmente ainda não pensei muito sobre ela, definitivamente desenvolverei ela mais na próxima versão desse post, obrigado por apontar esse ponto interessante. Até agora, só desenvolvi ela tendo como inspiração o corcunda de notredame, ele uma criança de aparência desprezível por qualquer um que é salvo e protegido pelo sacerdote de notredame após a morte da mãe. Lyndis (Lyn pros intimos) é uma cleriga de um deus que tem como domínio a guerra e não é mal (acho melhor não especificar um para poder pegar um deus diferente dependendo do mundo que se jogar). A princípio ela é boa porque isso seria responsável pelo ideal bondoso de Damien. Mas vou pensar mais nela, mais sugestões sobre como desenvolve-la é mais do que bem vindo :grin:
1 Like

Um dos pais! kkkkkk meo deos… essa mãe ae… ahushausahs

Então cara, eu acho bastante interessante essa ideia. Realmente, é o mestre quem decide, mas você pode fazer sugestões da mesma maneira e pedir para que o mestre as aprove. É só adaptar história para cada aventura que você for participar, se necessário.

E quando você chegar na versão final da sua personagem, é só editar o primeiro post. :anismart: