[Contos] Introduzindo o RPG pra família

Eu estava muito ansioso pra jogar assim que entrei pra Dungeon. Consegui participar de uma one-shot logo na primeira semana e fiquei ainda mais pilhado. Preparei minha mesa de mundo próprio (Campeões de Danegann), escolhi meus players e marquei a data. Mas eu queria “treinar” minha narrativa antes. Mas com quem?
Li várias histórias no Reddit de como pessoas conseguiam introduzir um jogo tão menosprezado como o RPG pra sua família e amigos. A maioria era só pra se gabar e receber uns karma grátis, até que eu li uma dica muito útil:

Prepare sua história e deixe seus jogadores novatos escolherem seus personagens. Qualquer um. Esqueça raça, classe e atributos. Apenas narre e os faça se concentrar na coisa mais importante: a interpretação. Dê à eles um dado para adicionar um fator sorte e pronto, você tem novos fãs de RPG.

Chamei meu irmão e irmã mais novos, 17 e 11 respectivamente. Dei as opções de cenário de Fantasia, Espaço ou Terror (atual). Escolheram a segunda alternativa e, então, sugeri seus personagens: um engenheiro e uma bióloga.
Apresentei então o plot: O grupo de exploradores, liderados pelo engenheiro, precisariam reconhecer o próximo ponto de colonização da humanidade. Eles viajariam de Marte até Próxima Centauri B (Você ficariam surpresos de quão “na boa” eles receberam isso).
E preciso dizer, foi incrível! Foi, de longe, um dos meus melhores jogos. Sem sistema, sem ficha, história improvisada na hora, com apenas um d20 para dar um tempero.

O capitão Albert, que atendia todas as chamadas de rádio com “Dá-lhe”, e a bióloga Moscone, que conferia os níveis de oxigênio a cada 5 minutos, partiram para o exoplaneta e

  • Bateram em uma chuva de meteoros;
  • Fizeram um pouso de emergência numa área inóspita e tóxica;
  • Consertaram a nave que só tinha combustível para primeira propulsão;
  • Ficaram à deriva no espaço por 4 meses até serem resgatados;
  • Ganharam uma estátua em Marte.

Foi um momento sensacional e marcamos de jogar mais vezes. Consegui muito mais que treinar minhas narrações, plantei a paixão pelo RPG em novos jogadores.

Essa é uma das muitas histórias que tenho pra compartilhar. Me conte uma sua.

5 Likes