Aventuras em Haleya

Data de Inicio: Após dia 7 de Janeiro
Data/Horário: A combinar com o grupo, mas será todos os sábados
Periodicidade: Uma vez por semana
Requisitos: 18+, Microfone, Responder as perguntas que eu deixei abaixo
Numero de Vagas: 4
Critérios de Seleção: História do seu personagem, sua experiência com role play e as vozes na minha cabeça
Ferramentas: Roll20(c/ VTT e 5e Tools) e Discord(c/ Microfone)
Introdução:
O Continente de Haleya não conhece muito o conceito de paz, nações entram e saem de guerra na mesma frequência que trocam de líderes. O reino de Freijord assinou recentemente um tratado de paz com o Conselho de Ahazar, e terminaram uma guerra de 10 anos. Com isso Ahazar agora precisa ceder controle de Sadun e suas fazendas a Freijord, e o reino não poderá retomar controle de Mamor que foi tomada durante a guerra. Laleah, a cidade coberta dos elfos já começou a fazer seus preparos diplomaticos e campais para não ficar em desvantagem com essa nova aliança. e A guilda de mercadores de Keutron se mantem livre de guerra com o seu poder mercantil e controle de maior parte dos minérios e materiais exóticos do continente.

Enquanto isso muitos outros grupos menores esperam sua oportunidade para conseguir aumentar o seu poder e expandir o seu território. E com muitas áreas ainda selvagens e inexploradas no continente de Haleya, trabalho para aventureiros e mercenários não falta.

Inclusive, você ficou sabendo de algo que paga muito, um valor acima do esperado, mas você precisará ir até Roaddeep para conseguir essa missão, não existe muito detalhe do que é o serviço, algo sobre selvagens amedrontando a região, nada que você não tenha feito antes. Hora de se mover e conseguir uma graninha extra.

Questionário:

Por favor, responda minhas perguntas dentro desse post.

Você
Nome:
Idade:
Experiência com DnD 5e:
Prefere Role Play ou Combate? (Só tem duas respostas possíveis)

Seu Personagem
Raça:
Classe:
Nome:
Backstory:

FAQ:

  1. Quando eu for criar meu personagem eu crio uma história completa ou algo simples?
    R. Faça do modo que você preferir, mas quanto mais detalhe eu tiver para trabalhar

  2. Quero jogar com uma classe, sub-classe, raça, sub-raça do UA XYZ do Livro 500 da 5e, posso?
    R. Sim senhor, só vou pedir que me passe todo os materiais fonte que está usando depois, pra eu poder me familiarizar.

  3. Que nível iremos começar? Qual sistema de pontos vamos usar?
    R. Não sei ainda cara, só Satan sabe, vamos concentrar em criar uma historia boa por enquanto, quando eu estiver com a mesa selecionada eu passo essas informações.

  4. Sempre quis jogar DnD, mas nunca joguei, posso participar da sua mesa?
    R. Eu não vou impedir que você me responda o meu post, responda minhas perguntas acima e que a melhor história vença.

  5. Como faço para participar da sua mesa?
    R. Bom, responda esse post com o questionário acima respondido, se eu tiver alguma pergunta vou perguntar por aqui, e esperarei um resposta dentro desse post também. quero manter tudo concentrado em um único canal para eu não me perder nas inscrições.

1 Like

EU
Nome: Eduardo Ferreira (Discord: Eduardo#9113)
Idade: 20
Experiência com DnD 5e: Jogo há 3 anos participando de algumas sessões não conectadas umas com as outras, ainda não fui player em uma mesa com a galera daqui. Já mestri uma one-shot nesse servidor no começo do ano se não me engano
Prefere Role Play ou Combate: Role Play, contar uma boa história é o melhor do rpg!

Meu Personagem
Raça: Golias ou anão (ainda não decidi :P)
Classe: Bárbaro (Caminho do Guardião Ancestral)
Nome: Thodak
Backstory: Thodak havia sido escolhido pelos espíritos ancestrais de sua pequena tribo chamada Ghoudar para ser o seu oráculo, desde então tem treinado e se esforçado cada vez mais para se comunicar com os espíritos ancestrais da tribo e tem uma revelação: um grupo de guerreiros da floresta (os tais dos selvagens) que ameaça também a existência de Ghoudar. Ele saiu e explorou por anos procurando evidências dessa ameaça, com poucas revelações dos espíritos ancestrais, se aventurou por ambientes quentes e gelados, florestas densas e cidades grandes.
Diversas vezes sentiu saudades de casa, não se sentia seguro rodeado de muralhas e povos estranhos com seus costumes estranhos que estavam sempre julgando-o por estar “falando sozinho”, não é culpa dele se é o único capaz de se comunicar com os espíritos dos ancestrais de Ghoudar. Sempre pensa em Ghoudar e no seu desejo de voltar para lá.
Thodak estava quase desistindo de sua busca até encontrar os contratantes que iniciará a aventura.

Você
Nome: Gleison
Idade: 27
Experiência com DnD 5e: 2 anos intermitentes, estou mais ativo em 2018.
Prefere Role Play ou Combate? (Só tem duas respostas possíveis)
Prefiro Combate, mas nao sou contrario ao role play e meu personagem para essa campanha se utilizara MUITO do role play.

Seu Personagem
Raça: Tiefling
Classe: Bardo - College of Swispers
Nome: John Cricket
Backstory: João grilo nasceu numa família pobre e nunca teve acesso a nenhum tipo de regalia. Seu nome veio da junção de João, nome comum em sua vila, e Grilo, apelido de infancia baseado em seus atributos fisicos, chassi de grilo.

Conforme crescia via a grande diferença que existia entre os ricos e os pobres como ele. Então logo colocou sua cabeça pra pensar: “se uns muito tem e outros não possuem nada, já sei o que preciso fazer”.

A partir daí sempre que conseguia se aproximava dos poderosos para pequenos trabalhos, com os quais ele procurava levar a maior vantagem possível, sem nenhum escrúpulo. O que vocês chamam de roubar, ele chama de repartir. Lógicamente, fazia isso apenas quando sabia que não poderiam rastrear o furto até ele. Normalmente plantava pistas que levavam a outro poderoso. Criando o caos que abria espaço para suas investidas.

Após seus trabalhos, reunia a todos os interessados no centro da vila, e contava sua aventura, ao som de sua gaita. Alguns detalhes alguns invejosos diziam que eram inventados, e talvez fossem mesmo, mas as moedas de ouro eram reais, e isso animava a todos, e mantinha o bem estar da vila.

Com o lucro, pegava um pouco para si e o resto dividia em sua vila, com os mais pobres. Com o tempo foi treinando outros para também fazer trabalhos, colher segredos e repartir os lucros com a vila.

Foi assim que ficou sabendo da missão para acabar com os selvagens.

Nome: Liam
Discord: LiamScott#5675
Idade: 25
Experiência com D&D 5e: Estive estudando bastante o livro do jogador da 5ª edição desde o início de Dezembro, e sempre acompanhei aventuras gravadas através de youtube e podcasts, e foi assim que descobri D&D , participei de 2 mesas até agora :slight_smile: .
Prefere Role Play ou Combate? (Só tem duas respostas possíveis)
Prefiro Role Play muito mais!

Seu Personagem
Raça: Forest Elf
Classe: Druid
Nome: Bellerick Lightwood
Backstory: Antes de iniciar minha reclusão da sociedade Élfica, eu já vivia correndo pelas florestas e brincando com os animais durante a infância. Talvez isso se deva ao fato de ter nascido durante a mais forte tempestade já vista na floresta dos Elfos, acredito que esse evento me conectou à natureza de forma mais forte, por coincidência ou não sempre me fez gostar do clima chuvoso também era como se eu pudesse me comunicar com aquelas gotas de chuva inconscientemente, e elas entendessem meus sentimentos e necessidades. Minha aproximação com a natureza me levou a um encontro inesperado certa noite enquanto brincava com os bebês coruja, um espírito selvagem das florestas, um lobo gigante, apareceu diante de min em todo seu esplendor, maior que um urso, pelos prateados e brilhantes, uma aura quente e suave, olhos mais brilhantes que o mais límpido oceano, o espírito lobo selvagem canalizava poderes da lua e portanto só aparecia para min a noite, como ele explicou após nosso encontro. Seu nome é Lupino e nos tornamos companheiros, ele me ensinou a história antiga e alguns segredos dos druidas do círculo lunar da antiguidade, bem como seus deveres para com o equilíbrio natural dos elementos. Na verdade Lupino era antes um Druida que se sacrificou para manter o equilíbrio da natureza durante uma grande guerra no passado e então tomou esta forma espiritual selvagem que continua a proteger a floresta de ameaças. Desde o início parecia estar destinado a me tornar um Druida, pois minha conexão com Lupino foi algo imediato e muito forte, ele se tornou não apenas um mestre ou alguém que muito admiro, mas também o tenho como um segundo pai. Em certo momento decidi me exilar na floresta para entender melhor qual era minha vocação e dever como druida, assim como também receber mais ensinamentos de Lupino. Muito eu aprendi sobre as forças elementais da natureza, os animais, as plantas, bem como os riscos de se quebrar o equilíbrio natural. Tudo estava bem aparentemente em minha jornada de reclusão por conhecimento e aprendizado, contudo certa noite enquanto me comunicava no campo astral com demais entidades espirituais selvagens das florestas eu descobri algo terrível, uma ameaça ao equilíbrio que há tanto tempo perdura perturbava a calma daqueles espíritos, a mesma ameaça que fez com que Lupino se sacrificasse estava retomando forças, forças essas que estavam ocultas se movendo longe da visão de todas as raças, o perigo é iminente e mortal, poderia acabar com o equilíbrio de tal forma que a própria realidade entraria em colapso. Como aprendiz de Lupino é meu dever achar um jeito de descobrir mais e mais sobre essa ameaça que ainda se esconde nas sombras e impedir que este mal destrua o equilíbrio natural. Devo encontrar respostas e pistas onde quer que elas estejam, é claro que sei, que sozinho não serei capaz de deter tamanho mal, contudo acredito que em minha jornada irei encontrar guerreiros fortes e sinceros que tenham vontade e um forte sentimento de proteger tudo aquilo que conhecem, a força não reside apenas no poder , mas nos laços que temos com tudo ao nosso redor, tenho certeza que serei capaz de sustentar o equilíbrio natural, assim como fez meu mestre Lupino, e sempre que precisar poderei recorrer a ele por conselhos e avisos.
Personalidade:Sinto grande empatia por aqueles que são próximos da natureza e a respeitam, que gostam de plantas e animais e os tratam com o devido valor que merecem. Por um bem maior, meus dons devem ser partilhados com aqueles que precisam, isso é o que acredito. Meu isolamento na floresta, me ajudou a descobrir sobre uma terrível ameaça ao mundo e eu preciso achar um jeito de impedir. Agora que voltei ao mundo, eu desfruto de seus prazeres um pouco demais entretanto, mas minha essência continua a mesma. Os anos de reclusão me fizeram sentir mais próximo a natureza aumentando ainda mais minha ligação com ela e seus elementos(terra, ar, água,fogo, plantas e animais), logo protegê-la é uma de minhas prioridades, sempre com o intuito de preservar e manter o equilíbrio natural, a luz não existe sem a escuridão assim como o dia não existe sem a noite. Me tornei um exímio nadador e mergulhador devido às inúmeras práticas durante meus anos recluso. Encontrar alimentos para sobreviver na floresta também se tornou um hábito comum, nesse ambiente me sinto em casa.

Eu
Nome: Paulo André
Idade: 19
Experiência com DnD 5e: Mais ou menos 2 anos de experiência. Tenho noção das regras, mas de vez em quando posso esquecer de uma ou outra coisa.
Prefere Role Play ou Combate? Se tiver que escolher uma, escolho Combate (mas curto as duas).

Meu Personagem
Raça: Humano
Classe: Guerreiro (Cavaleiro Arcano)
Nome: Aust Gelnor
Backstory: Minha mãe já foi uma gloriosa espadachim conhecida por muitos como a “Serpente Afiada”. Quando pequeno, fui treinado por ela na arte da esgrima, e meu sonho era seguir os seus passos.

Durante uma investigação em busca dos segredos que circundavam as ruínas de um antigo reino, ela misteriosamente desapareceu junto de seu grupo, e atualmente busco pistas do seu paradeiro enquanto tento seguir seus passos e criar renome como aventureiro.

1 Like

Nome: Adriel Neves
Idade: 21 Anos
Experiência com DnD 5e: Algumas mesas
Prefere Role Play ou Combate? (Só tem duas respostas possíveis)
Na verdade eu gosto dos dois, mas sou bem mais inclinado para o Roleplay, os combates precisam de uma razão por trás justificável tipo Runouni Kenshin embora ali conversam bastante ^^

Seu Personagem
Raça:Halfling
Classe:Ladino
Nome:Yondel
Backstory: Sempre curioso, sempre bolando pegadinhas e participando de brincadeiras quando convidado Yondel sempre foi um Halfling alegre e livre no sentido mais claro da palavra, que participa dessas brincadeiras mais pela emoção dela do que pelo seu fim, ou resultado. Nunca consegue passar muito tempo parado devido a isso está sempre em viagens como um Nômade em busca de pessoas para pregar peças, itens para caírem em mãos mais…adequadas e amigos para serem feitos; infelizmente isso nem sempre dá certo mas essa é a vida dele e é assim que ele será.
Por ter um espírito livre ele sempre está na luta pelos oprimidos que não possuam direito de viver da forma que quiser, embora esteja preparado pelas consequências dos seus atos.
Ficou sabendo de uma missão em uma nova região e decidiu além de conhecer a área participar de uma nova…‘emoção’…

1 Like

@viajante e @aventureiro vou fechar o topic logo logo. bora pessoal se inscrever.

Montei uma introdução melhor pra tentar aumentar o hype.

O Continente de Haleya não conhece muito o conceito de paz, nações entram e saem de guerra na mesma frequência que trocam de líderes. O reino de Freijord assinou recentemente um tratado de paz com o Conselho de Ahazar, e terminaram uma guerra de 10 anos. Com isso Ahazar agora precisa ceder controle de Sadun e suas fazendas a Freijord, e o reino não poderá retomar controle de Mamor que foi tomada durante a guerra. Laleah, a cidade coberta dos elfos já começou a fazer seus preparos diplomaticos e campais para não ficar em desvantagem com essa nova aliança. e A guilda de mercadores de Keutron se mantem livre de guerra com o seu poder mercantil e controle de maior parte dos minérios e materiais exóticos do continente.

Enquanto isso muitos outros grupos menores esperam sua oportunidade para conseguir aumentar o seu poder e expandir o seu território. E com muitas áreas ainda selvagens e inexploradas no continente de Haleya, trabalho para aventureiros e mercenários não falta.

Inclusive, você ficou sabendo de algo que paga muito, um valor acima do esperado, mas você precisará ir até Roaddeep para conseguir essa missão, não existe muito detalhe do que é o serviço, algo sobre selvagens amedrontando a região, nada que você não tenha feito antes. Hora de se mover e conseguir uma graninha extra.

Haleya

4 Likes

Nome: Sucimir Weng Junior
Idade: 26 Anos
Experiência com DnD 5e: 1 ano jogando
Prefere Role Play ou Combate? (Só tem duas respostas possíveis)
A interpretação é uma parte muito importante, mas combate também e muito legal, afinal a vida imita a arte.Gosto de ambos.

Seu Personagem
Raça: meio elfo
Classe: Feticeiro
Nome: Azor Ahaim
Backstory: Nascido do fogo, membro de um do clã das chamas, clã antigo que batisa seu membros na lava do monte yagun, infelizmente por desentendimento com sua família acabou por sair de seu clã devido ao exílio de sua amada Arani. Seu desejo é achar Arani e tomar o posto de Senhor do Fogo, posto dado a suprema autoridade do clã das chamas, seu desejo final e enfrentar seu tio Gaudrin e como líder readmitir Arani ao Clã.

@staff Segue abaixo os jogadores que irão fazer parte dessa mesa.

@Gleison_Sousa, @iamliamscott, @Akachin_Neves e @Eduardo.

Primeira sessão será feita dia 05/01 as 14h.
As mesas seguirão sendo todos os sábados, no mesmo horário.

A configuração do chat do Discord será a padrão.

Obrigado a todos. VLW. FLW.

1 Like

Este tópico foi fechado automaticamente após 60 minutos depois da última resposta. Novas respostas não são mais permitidas.