A Crônicas de Phandalin: A Mina Perdida, O Sindicato e a God Slayer!

A CRÔNICAS DE PHANDALIN: A MINA PERDIDA, O SINDICATO E A GOD SLAYER!

Uma releitura da “Mina Perdida de Phandelver” por Casemiro Reis

Aproximem-se! Aproximem-se!

Venho oferecer uma grande aventura a qualquer aventureiro, experiente ou de primeira viagem, que esteja disposto a se divertir em uma louca releitura de uma das aventuras que é carro-chefe aqui na Dungeon: A Mina Perdida de Phandelver!

Os requisitos mínimos, além dos requisitos técnicos que abordarei a seguir, é apenas o comprometimento dos players com as datas a serem agendadas da aventura, assim como a imersividade e profundidade que vocês deverão dar aos seus personagens, caso escolhidos.

Esta aventura, mesmo nâo tendo uma pegada épica como outras aventuras oficiais como “Tirania de Dragões”, “Tomb of Anihilattion” e “Storm Kings Thunder”, ela será extremamente dinâmica, misturando altas doses de combate e role-players dos aventureiros, mesclando situações cômicas a situações de extrema seriedade e perigo.

Agora chega de marketing, vamos ao background desta aventura!

ENREDO:

Clique aqui para mais detalhes!

Antes da ascensão e a queda da Mina de Phandelver, a cidade de Phandalin já existia… Uma pequena grande cidade ao norte de Sword Coast, um lugar que nunca dorme, seja pelos perigos e criminalidade que rondam cada esquina da cidade, seja por cada esquema e aliança corrupta forjada nas sombras da noite que assombra os cidadões de bem daquele lugar… Esta não é a Phandalin que aventureiros experientes já conheceram, aqui é um lugar onde malfeitores fazem questão de mostrar que ali não é o lugar para guerreiros de boa índole ou qualquer tipo de pessoa que se auto-denomine “herói”!

No entanto, as coisas parecem estar prestes a mudar, já que uma grande massa de aventureiros e mercenários marcham para tal lugar, após o anúncio do novo prefeito da cidade que prometeu da à posse da Mina de Phandelver para qualquer aventureiro ou grupo que a encontre, ao mesmo tempo que rumores são espalhados sobre uma antiga relíquia mágica que parece ter sido perdida à eras em tal região, uma relíquia tão poderosa que poderia fazer um Deus cair de joelho para o portador de tal bem… Algo tão poderoso, que chamou até a atenção dos Harpistas e dos Zentharins

E no meio deste turbilhão de eventos ocorrendo em Phandalin, você foi jogado lá junto com outros aventureiros… Então arrume suas provisões, afie sua espada, e prepare suas magias! Pois você esta prestes a embarcar nesta louca releitura da “ Mina Perdida de Phandelver ”!

Conhecendo a Nova Phandalin!

A Nova Phandalin como mencionado no enredo da história, agora ela não é apenas uma pequena cidade, mas sim uma PEQUENA GRANDE CIDADE! Durante os tempos de ouro do funcionamento da Mina de Phandelver, houve um grande investimento para o desenvolvimento local, fazendo com que Phandalin crescesse e se dividisse em três pequenas vilas: Velha Phandalin, Gothanlin e Fazendópolis!

Amarrando pontas soltas…

O que aconteceu com o livro que os Harpistas procuravam e fez a party ir perguntar para a Banshee Agatha? Por que havia um grupo de Orcs na fronteira da cidade? POR QUE DIABOS APENAS O ARANHA NEGRA ESTAVA INTERESSADO NA MINA!?! Se você assim como eu, sempre se fez estas perguntas, saiba que nesta campanha estas perguntas terão uma resposta!

A maior aventura que JAMAIS será contada em tavernas!

Todos sonham em ser um aventureiro de renome, cuidar de profecias apocaliptica, impedir que o Demogorgon ou Tiamat fujam do inferno e dominem a terra média, salvar a humanidade de algum problema global (sim, estou falando de você Acererak e sua maldita doença da morte), ou ser o herói de guerra que com um pequeno grupo impediu uma armada ORC de invadir o continente… Mas em outra ponta, existem os outros problemas não tão glamorosos que assolam a terra média em uma magnitude menor, mas que afeta igualmente de forma negativa a população carente, problemas regionais tão comuns e tão ignorado pelos aventureiros “épicos”, como criminalidade e injustiça, que eu decidi abordá-los nesta campanha! Vocês não serão conhecidos por terem derrotado os gigantes de Storm King Thunder ou terem desbravados a perigosa floresta de Chult, mas provavelmente terão o mesmo trabalho para poderem acabar com a máfia local da Nova Phandalin e invadir o cofre de itens mágicos de uma certa bruxa…

CRIAÇÃO DE PERSONAGENS

Clique aqui para mais detalhes!

Certo, certo… Eu posso ter uma história, um cenário e uma porrada de NPCs para começar a aventura, mas são os players que a conduziram e irão dar vida à ela! Então não apenas se inscreva nesta mesa, mas o convido a CONTRIBUIR com ela, trazendo um personagem imersivo para cá! E para ajuda-los, aqui vai as premissas que vocês deveram considerar:

  • Sexo;

  • Idade;

  • Raça;

  • Classe;

  • História;

  • Alinhamento;

  • Personalidade;

  • Afiliações.

Adventure Hook

Por suas habilidades e feitos, seu nome chegou aos ouvidos do Sr. Don Guston Rocha Vera , um velho halfling, patriarca de uma das famílias mais ricas e nobres de Faerûn. Este homem, também conhecido como Tio Rochinha , o chamou para fazer parte de um grupo de aventureiros que representará sua família na busca pela Mina Perdida de Phandelver. Seja bom ou ruim, o que faria aceita-lo tal proposta?

Construção Técnica do personagem:

Vocês não precisam fazer esta parte por agora, mas levem em consideração que eu irei considerar o sistema de Point Buy e Seu personagem iniciará no level 2, com as seguintes bonificações além dos itens iniciais:

  • Vocês iniciarão a aventura com 1 healing potion;

  • Vocês começaram com 1 item incomum ou 1 talento (escolha do player).

REQUISITOS DO PLAYER:

Clique aqui para mais detalhes!

Como já comentado, espero principalmente dos players comprometimento e profundidade em na interpretação de seus personagens, no entanto, para fins dos moldes que aventura será conduzida, estes requisitos são essenciais para poder participar da aventura:

  • Conta no Discord;

  • Conta no Roll20;

  • ■■■■ e VTT instalados.

Adicionalmente, peço que vocês informem um pouco da experiência de vocês com RPG e D&D 5e (se tiver), assim como sua conta no Discord.

FAQ:

Clique aqui para mais detalhes!

Casé, eu não entendi… Como assim é um releitura da Mina de Phandelver?

R: Esta é uma aventura custom, usando como base para a mesma, aventura base da Mina de Phandelver. Muitas missões e situações lá foram modificadas para esta campanha que estou fazendo.

Casé, eu já joguei a Mina Perdida de Phandelver… Vale a pena eu participar da sua mesa?

R: Sim! Pois muitas coisas mudarão, como inimigos, missões e aventuras, dando um tapa em pontas soltas não antes abordadas na campanha oficial.

Casé, quero entrar na sua mesa como uma raça / classe homebrew?

R: Depende… Posso avaliar para vê se a raça / classe não é quebrada… Mas prefiro que seja considerados os livros oficiais de D&D.

Casé, Casé, Casé! Então vamos começar com 1 item mágico, né?

R: Sim, 1 item mágico INCOMUM ou 1 talento. Peço que use esta lista de itens mágicos como base: https://www.dndbeyond.com/magic-items?filter-rarity=2&filter-search=&filter-type=0&page=7. Qualquer item fora dessa lista terei que avaliar.

Casé, meu querido, diga lá: Quantos players serão selecionados nesta campanha?

R: 6 players, sendo que eu possuo 1 amigo quase certo para compor este grupo.

Hey Mr. Casé, tenho interesse de participar na sua mesa, mas quando ela começará e quais dias e horários ela ocorrerá?

R: Pretendo começa-la na metade de janeiro, e ocorrerá aos sábados no horário de 20:00hrs até as 00:00hrs.

Hmm… Então Casé, que tipo de inimigos teremos nesta aventura?

R: Bem… Em breve eu coloco alguns inimigos que usarei na campanha, aguardem…

CONSIDERAÇÕES FINAIS:

Bem, esta vai ser minha primeira aventura como mestre oficial. Estou bem ansioso para mestrar e agradeço a várias pessoas que apoiaram esta minha idéia. Agradeço em especial ao @Mosonow que me ajudou indiretamente na parte criativa dos vilões a serem usados nesta aventura!

7 Likes

Opa, tô afim de jogar, minha experiência com RPG jogando é cerca de 5 anos, porém com a 5° edição jogo a apenas 1,5-2 anos, além de mestrar ela também nesse mesmo tempo.

Minha conta no discord: jonas ferreira#7261

Jonas, agradeço o interesse em participar em minha mesa!

Peço que se atente no molde das inscrições, informando também o personagem que você quer inscrever na aventura, como abordado no tópico “PERSONAGENS”:

Valeu e aguardo ansiosamente pelo seu personagem! :smiley:

Sexo: masculino
Idade:17
Raça: humana
Classe:mago(implacável)
Alinhamento:CN(caótico neutro)
Personalidade: ganâncioso
Afiliação: \o/
Background:
Destróier quando possua 4 meses foi atacado por ladroes com sua família por ser muito novo eles tiveram a ideia de ensino a arte de roubar sem ser notado.
Quando o garoto completo 7 anos os ladrões notaram que o menino possuía uma grande afinidade com a magia, e eles pensaram que ele poderia ser uma grande ajuda nos roubos, obrigando o menino a estudar magias.
Ao completar 15 anos o menino fugir dessidindo virar um aventureiro

1 Like

Olá Liciso, muito obrigado por seu interesse, na mesa!

Poderia contar a história de seu personagem? :slight_smile:

Nao
Foi para completar os 20 caracteres mínimo

Zoeira

Casé, tem alguma ideia do dia / horario que vai rolar? Tenho interesse, mas nao tenho que ver a disponibilidade.

A famosa história do Destróier! Mas me ajude a tentar aprofundar e entender um pouco melhor seu personagem :slight_smile:

Hmm… Ganancioso, né? Diga-me, em qual sentindo ele é ganacioso? Dinheiro? Poder?

A que ponto ele seria ganancioso? Seria ele alguêm que não poderia ser confiável ou ele possui algum ideal que o impediria ser cego por seus objetivos gananciosos?

Destróier sabe do destino que sua família de sangue sofreu, ou os ladrões foi toda a família que Destróier conheceu? Mesmo que ele tenha fugido com os 15 anos, ele tinha algum apreço por aquele grupo de criminoso?

Alguêm do grupo sabia usar magia? Como exatamente Destróier foi ensinado magia? E como descobriram que ele tinha aptidão mágica? Ele fazia alguma atividade comum e recorrente, e derrepente, um surto de magia apareceu o ajudando-o?

Você tem um personagem com uma história muito boa para trabalharmos, principalmente nesta história que estou prestes a fazer, onde será abordado muito o mundo criminoso.

Olá Gleison! Tudo bem?

Agradeço o seu interesse em participar em minha mesa! Sobre sua dúvida, eu abordei ela em meu mini “FAQ” rsrsrs

Fico no aguardo de sua inscrição, caso você possa participar no horário proposto :D

Nome: Musashi
Sexo:masculino
idade:17
Raça:Humano
Classe:Guerreiro
História:Desde seu nascimento foi motivado a ser um guerreiro passou toda sua infância sendo treinado para ser um guerreiro invencível não teve uma infância normal não sabe o que é ter emoções quando atingiu 17 anos cansou daquele lugar cansou de ser tratado como uma ferramenta e estava pensando fugir de casa até que Tio Rochinha o chamou para fazer parte de um grupo de aventureiros sem esitar ele concorda
alinhamento: neutro
personalidade:calmo tranquilo inexpressível
afiliações:0

1 Like

Um guerreiro você diz, huh? Se lhe conheço bem @Joao sei que você gosta de jogar com personagens com traços de anime, seria então Musashi algum tipo de samurai? :grin:

Mas deixa eu fazer algumas perguntas sobre seu personagem…

Onde ele exatamente foi treinado? Quem o forçava e motivava Musashi a treinar tanto para ser um guerreiro invencível? Havia algum propósito específico para que MUsashi treinasse tanto?

Então Musashi seria aquele exemplo de personagem que mesmo que ao seu redor esteja pegando fogo ele conseguiria manter a calma? Será que existiria algo que o tirasse de tal calma ou o irritasse?

Aguardando ansiosamente para vê as respostas sobre seu personagem :smile:

Sexo; feminino
Idade; 250
Raça;anão
Classe; bardo
História; A anã Vistra aprendeu a tocar seu Tamborete com seu pai que também era um bardo. Aos seus 150 anos foi expulsa do clã Gorunn por sua traição grave ao se aliar com os orcs um dos grandes inimigos dos anões. Desde então arrependida por seus erros cometidos no passado, ela busca conquistar a confiança de seu antigo clã.
Alinhamento; CN
Personalidade; Tem um forte carisma, otimista, vingativa e não obedece ordens.(CN)
Afiliações.

1 Like

Que história interessante esta sua Laís… Anão e bardo é uma combinação bem exótica, acho que nunca havia visto tal combinação rsrsrs

Mas deixa eu entender um pouco melhor a Vistra :grimacing:

Realmente isto seria algo muito grave para um anão justificando o porque dela ter sido expulsa de seu clã… Mas por que ela teria se aliado inicialmente com os ORCs? Que tipo de suporte / ajuda ela prestou à eles?

Então talvez ajudar a encontrar a Mina de Phandelver, uma das maiores minas dos anões anteriormente destruída por ORCs seria talvez um ato de redenção para ela?

E se Vistra fosse colocada em uma sinuca de bico: um criminoso capturou um de seus aliados e esta tentando coagi-la algo que não quer… Ela o desobdeceria com o risco de seu aliado ser morto, ou talvez este tipo de situação a faria pensar antes de agir?

Desde já agradeço pela sua inscrição e fico no aguardo de seu retorno :face_with_monocle:

onde ele foi treinado: ele nasceu num clã de guerreiros/samurai(obrigado pela ideia do samurai nem tinha pensado nisso)sua mãe morreu semanas depois do nascimento de musashi o pai dele sempre o forçou a treinar até um ponto que musashi perdeu seus emoções o unico propósito de vida dele até aquele momento era treinar um pouco antes de completar 17 ele conheceu um amigo uma pessoa q o contava histórias sobre herois derrotando as forças do mal essas história fez com q ele pensa-se mais nele mesmo num objetivo num propósito ele não encontrou esse propósito até um dia esse amigo o dize por que não tem ser um aventureiro logo no outro dia ele recebe a carta de Tio Rochinha
o único jeito de tirar ele de sério a mexer com o amigo
eu posso fazer uma ficha pro amigo dele?

Achei realmente interessante e gostaria de me inscrever:
Sexo: masculino
Idade: 12
Raça: humano
Classe: mago
Esse garoto é um nobre muito travesso sempre passou o dia aprontando travessuras com os empregados que alguns ja se demitiram por causa dele e outros já sofreram sérias lesões de suas pegadinhas, a verdade é ele não curte essa vida de nobre e quer ir atrás de diversão e passou por sua cabeça que fazer parte de um grupo de aventureiros poderia ser divertido, então um dia ele fugiu de sua casa e foi em busca de sua aventura
Personalidade: travesso, porém é uma boa pessoa, divertido e alegre
Afiliações: bem eu n sei o que dizer.
Espero que curta a ideia do personagem
:p

1 Like

Sou um jogador iniciante, jogo há uns 6 meses, leio bastante os livros só que jogo pouco, porém queria participar. Tem vaga?

História complementada;ela foi expulsa de seu clã por ajudar os Orcs a capturarem um artefato que faria seu líder imortal, ela receberia 2 moedas de ouro se conseguisse capturar esse artefato, ela queria esse dinheiro para pagar uma divida de seu pai. Quando ela foi pegar esse artefato, um dos guardas que estavam rondando pela area viram e
a levou na presença do líder do clã, como ele gostava dela e a tratava como uma filha, ele decretou que ela deveria ser expulsa do clã em fez de ter sido executada.

Complementando; Um tal prefeito promete a posse de uma mina que pertenceu aos anões, para conseguir voltar para seu antigo clã ela promete que a mina estaria nas mãos novamente do clã Gorunn.

1 Like

Sim Hiyakkie, tem vagas! :ok_hand:

Este tópico tem o intuito para a seleção dos jogadores que participarão da mesa! Caso queira se inscrever, peço que informe seu personagem nos moldes citados no tópico “CRIAÇÃO DE PERSONAGENS” do meu primeiro post :call_me_hand:

Fico no aguardo de sua participação :grinning:

Pela idéia de seu personagem, ele me lembra muito o gnomo “Leni” da aventura de Tomb of Anihillation que participo :laughing:

Mas me conte um pouco mais dessa criança travessa…

Nobre você diz, né? Mas qual seria o nome de sua família? Seria esta uma família nobre nova em ascensão, ou uma família nobre tradicional?

Que tipo de pegadinhas ele fazia? Quais delas poderiam ter causado lesões com as pessoas que ele brincava? Ele de alguma forma se sente mal ou arrependido com as brincadeiras que machucam os outros ou ele ainda não entende isso talvez pela idade?

Como sua família se sente com sua fuga? Eles iriam procurá-lo ou visto pelas suas travessuras e sua possível personalidade impulsiva eles estariam aliviados com sua partida?

A propósito, como ele aprendeu magia? Será que ele estudava em alguma escola da magia da capital ou seus pais contrataram tutores particulares? Ou você aprendeu de forma autodidata, lendo livros por sua conta própria?

Agradeço sua inscrição e aguardo sua posição em relação minhas dúvidas :grin:

1 Like

Olá, tenho interesse em participar da mesa e lá vai minha ideia de personagem, se faltar algo ou precisar complementar só avisar:
• Sexo: Masculino:
• Idade: 38 anos.
• Raça: Shifter (SE possível, retirado do UA)
• Classe: Guerreiro;
• História: Um verdadeiro mestre da luta, que aprendeu a caçar pessoas, sendo extremamente habilidoso com qualquer tipo de arma, entretanto, ele utiliza suas balestras pra realizar um estilo de combate surpreendente para qualquer um, impressionando até seus oponentes. Nascido em meio ao caos, aprendeu a usar seus dons de batalhas para conseguir o que queria, desde dinheiro, até favores com pessoas importantes, caçando pessoas, aberrações, tudo que se possa imaginar esse guerreiro já lidou e agora o que ele mais deseja é possuir os lendários itens de Vecna, um olho e uma mão que o garantiria um formidável poder de combate, um mito que ele acredita ser real, e que faz de tudo para encontrá-lo, até mesmo tomar para si a própria Mina oferecida pelo prefeito de uma cidade, onde rumores o contaram que haveriam pistas nesta Mina sobre o que deseja, em que uma das catacumbas da Mina daria acesso a uma espécie de salão místico em que o Mago Vecna havia sido morto enquanto buscava imortalidade.
• Alinhamento: CN, ele não se importa em fazer o que for necessário para alcançar seu objetivo, sequer a lei o impede de algo, apenas códigos pessoais morais o faz repensar algumas situações.
• Personalidade: Extremamente calculista, o caçador pensa em todas as possibilidades antes de executar qualquer ação, percebendo o cenário ao seu redor, explorando o melhor de seus aliados e usando os pontos fracos de seus inimigos como fonte de seu poder. Gosta de trabalhar em conjunto, acredita que um bom time facilita a caça, apesar de trabalhar por conta própria quando os pedidos são um pouco incomuns aos outros.
• Afiliação: Zhentarim. Como um exímio caçador, trabalha na facção oferecendo o que sabe fazer melhor: achar pessoas. Apesar disso, ele mesmo não é muito conivente com as práticas adotadas pela facção, mas nada que o faça temer.

1 Like